Buenos Aires? Gostamos. Mas já deixamos bem claro aqui no site que a repetição dos passeios clássicos pela cidade não merece nosso troféu joinha. Dá para ir muito além do combo Caminito + show de Tango + compras na Calle Florida + jantar no Puerto Madero. E nas infinitas possibilidades que a capital argentina proporciona, tem a de um bate-volta interessantíssimo: La Plata.

Vai parecer estranho: a capital da província de Buenos Aires não é Buenos Aires. E sim La Plata. É que Bs As tem o status de distrito federal autônomo (assim como Brasília por aqui) desde que se transformou em capital do país em 1880. O governador na época, Dardo Rocha, decidiu construir uma nova sede administrativa para a província, a 60 quilômetros de Buenos Aires. E então convidou o engenheiro Pedro Benoit para desenhar a nova cidade.

O fato de La Plata ser uma cidade planejada é uma atração por si só. Seus quarteirões são quadrados perfeitos e alguns deles são cortados por grandes avenidas diagonais que conectam as principais praças. As ruas são identificadas por números e isso confunde um bocado o turista de primeira viagem. Mas se eu não me perdi na época em que não existia internet móvel, não é hoje que você vai se perder por lá.

mapa-la-plata
Fui a La Plata duas vezes. A primeira em abril de 2008 e a segunda em novembro de 2010. Em ambas as viagens, percebi o quanto a arquitetura é a principal atração da cidade. La Plata se comunica com seus moradores e visitantes por meio de suas linhas, projetos e fachadas.

Catedral de La Plata

E o centro exato do mapa é o principal cartão postal da cidade planejada. A imponente Catedral de La Plata faz você se sentir rapidamente no interior da Alemanha. É a primeira igreja de estilo neogótico construída na América do Sul e é inspirada na catedrais de Colônia (Alemanha) e Amiens (França). Tem duas torres enormes, com 112 metros de altura.

catedral-la-plata-2

Um projeto tão imponente quanto este não foi erguido da noite para o dia. A construção começou em 1884 e teve uma inauguração oficial em 1932, data que marcou os 50 anos de fundação de La Plata. Mas as torres só foram concluídas em 1999, fazendo com que a Catedral completasse 115 anos de trabalho em progresso até ganhar suas formas atuais.

Além das torres, a fachada tem imagens religiosas que oscilam entre três e quatro metros de altura. A cada zoom na câmera, você pega um detalhe que não tinha notado. Dentro da igreja, um museu conta como foi o processo de construção secular. Outro passeio imperdível é subir aos mirantes das torres e ter uma vista panorâmica da cidade. São três visitas guiadas por dia (11h, 14h30 e 16h) de terça a sexta. Informações no site da Catedral: http://www.catedraldelaplata.com/

la-plata-torre-catedral

Detalhe de uma das torres vista a partir do mirante da outra

Palácio Municipal

Mais um belo exemplar de arquitetura está exatamente em frente à Catedral. Separado do templo gótico apenas pela Plaza Moreno está o Palácio Municipal. Quando a cidade foi fundada, o edifício foi tema de um concurso internacional de projetos. O vencedor foi o do arquiteto alemão Uberto Stier, que deu ao palácio um estilo renascentista na fachada. Do lado de dentro, ele tem jardins, escadas de mármore e referências romanas, francesas e gregas.

la-plata-palacio-municipal

O Palácio Municipal de La Plata visto a partir do mirante da torre da Catedral

Museo de La Plata

Outra obra que é da época da fundação da cidade e segue imponente é o Museo de La Plata. É um museu de ciência e história natural que abriu suas portas em 1888. Do lado de fora, um estilo arquitetônico neoclássico, que faz do museu um monumento histórico nacional. Do lado de dentro, uma coleção de mais de 3,5 milhões de itens nas áreas de geologia, biologia, paleontologia, antropologia e arquivo histórico.

Foto: site oficial Museo de La Plata

Foto: site oficial Museo de La Plata

O museu abre o ano inteiro de terça a domingo, das 10 às 18h. Terça-feira é dia de entrada gratuita. Menores de 12 anos e aposentados não pagam entrada em dia nenhum. Mais informações no site do museu: http://www.museo.fcnym.unlp.edu.ar

Casa Curuchet

Uma obra mais contemporânea que faz de La Plata uma cidade ímpar é a Casa Curutchet. Trata-se do único projeto com a assinatura do franco-suíço Le Corbusier em toda a América Latina. Obedece aos cinco pontos da Nova Arquitetura, elaborados por ele: planta livre, fachada livre, pilotis, terraço jardim e janelas em fita.

la-plata-curutchet

A casa foi encomendada pelo médico Pedro Curutchet a Le Corbusier em 1948. Em 1987, foi declarada Monumento Histórico Nacional. E hoje abriga a sede do Colégio de Arquitetos da Província de Buenos Aires. Há alguns anos, foi cenário de um dos melhores filmes latino-americanos deste início de século: “O Homem Ao Lado”, de Gastón Duprat e Mariano Cohn.

A Casa Curutchet é aberta a visitantes. Para informações, acesse o site: http://www.capba.org.ar/curutchet/casa-curutchet-presentacion.htm

República de los Niños

Mas se a conversa sobre arquitetura parece pesada demais para você, La Plata também tem opção: a República de los Niños. É o primeiro parque temático da América Latina, inaugurado em 1951. E reza a lenda que inspirou Walt Disney a criar seus mundialmente famosos parques nos Estados Unidos.

republica-de-los-ninos

Foto: Facebook/República de Los Niños

A República é uma cidade em miniatura, feita numa escala para ficar proporcional à altura de crianças de dez anos. Há vários ambientes temáticos, como um centro cívico, um banco municipal e áreas rurais e esportivas. Apesar de ser uma das primeiras atrações que vão lhe recomendar, ultimamente a República anda carecendo de cuidado. Em fevereiro de 2016, um trem descarrilou no parque e feriu 16 pessoas. O acidente evidenciou problemas de manutenção no parque, como conta esta reportagem do jornal argentino La Nación.

Informações sobre horários de visita você confere no site da República de Los Niños: http://www.republica.laplata.gov.ar/

Futebol em La Plata

O que também não dá para ignorar em La Plata é a tradição futebolística. Há dois grandes clubes na cidade. De pelo menos um deles você já deve ter ouvido falar: o Estudiantes, que conquistou quatro vezes a Libertadores e uma vez o Mundial de Clubes. O outro é o Gimnasia y Esgrima La Plata, que não tem o mesmo currículo vencedor. Nunca foi campeão argentino na era do profissionalismo e já andou pela segunda divisão algumas vezes.

O símbolo do Estudiantes em um muro de La Plata

O símbolo do Estudiantes em um muro de La Plata

Mas eu curti mesmo foi o lema da torcida do Gimnasia

Mas eu curti mesmo foi o lema da torcida do Gimnasia

Os dois rivais dividem o recém-reformado Estádio Único Ciudad de La Plata. Construído em 2003 e remodelado para a Copa América de 2011, a arena é a mais moderna do país. É o primeiro estádio coberto da América Latina e, além dos jogos de futebol, tem recebido também grandes shows internacionais. Rolling Stones, U2, Foo Fighters e Britney Spears foram alguns dos nomes que já se apresentaram por lá.

Foto: Secretaria Geral de Governo da Província de Buenos Aires

Foto: Secretaria Geral de Governo da Província de Buenos Aires

Como chegar em La Plata a partir de Buenos Aires???

A forma mais fácil é pegar o ônibus 129, que passa em vários pontos da Avenida 9 de Julio, a principal da capital argentina. Você vai identifica-lo pela cor: ele é todo vermelho. A passagem pode ser paga com o cartão SUBE e você desce na rodoviária de La Plata. O trajeto dura cerca de uma hora.

Para uma viagem mais pitoresca, pegue um trem na estação Constitución do metrô de Buenos Aires. A jornada dura um pouco mais: 1h30. Os trens saem a cada 30 minutos e a tabela completa de horários você confere neste site: http://www.trenroca.com.ar/horarios/constitucion-la-plata-lunes-a-viernes.php