Mochileza

roteiros e viagens de mochila sem sufoco

Categoria: Malta

Malta: cenário de cinema no meio do Mediterrâneo

O Mochileza não é um blog apenas meu. É também dos leitores e amigos que prestigiam com a leitura e também com colaborações. Este post é a primeiro post convidado…

O Mochileza não é um blog apenas meu. É também dos leitores e amigos que prestigiam com a leitura e também com colaborações. Este post é a primeiro post convidado que a gente recebe. E é uma colaboração muito especial. A Gabriela Lisbôa é uma grande amiga, jornalista gaúcha que conheci no Recife e hoje mora em São Paulo. Em 2016, logo depois de se mudar de Pernambuco, ela fez um intercâmbio em Malta. A única coisa que eu conhecia sobre essa ilha era que a seleção de futebol sempre foi saco de pancadas nas eliminatórias da Copa do Mundo ou da Euro. Graças à Gabi, pude ver que naquele pedacinho de terra no meio do Mar Mediterrâneo, há um lugar daqueles que precisamos conhecer antes de morrer.

Espero que curtam os relatos da Gabi tanto quanto eu curti!

======================

Em Malta, a Gabi foi à Azure Window, uma locação emblemática de Game of Thrones. Foto: Arquivo pessoal

Em Malta, a Gabi foi à Azure Window, uma locação emblemática de Game of Thrones. Foto: Arquivo pessoal

Eu adoro cinema! E quem não gosta? Imagine, então, a minha surpresa quando a escola onde eu faria intercâmbio de um mês me enviou o perfil da senhora que iria me hospedar em Malta: dona Yvonne estava na casa dos 70, aposentada, passou muitos anos trabalhando como figurinista de grandes estrelas de cinema! Como assim??? Foi aí que eu descobri que a ilha já foi cenário para mais de 100 filmes e séries!

Gabi entre dona Yvonne (esq) e uma colega de intercâmbio

Gabi entre dona Yvonne (esq) e uma colega de intercâmbio

Por que Malta?

Muita gente com quem eu converso nunca ouviu falar sobre Malta, então me deixa falar um pouco sobre esse pequeno paraíso antes de falar de cinema… Malta é uma ilha (na verdade um arquipélago) bem pequena. Tem pouco mais de 300km² e com 400 mil habitantes. Hoje é um país independente, parte da União Europeia, mas foi colônia britânica até 1964. Por isso o inglês é a língua oficial, junto com o maltês.

O que me fez escolher Malta para estudar foi a proximidade com a Itália e os possíveis finais de semana mangiando pasta e pizza! O que eu não sabia era que a localização de Malta não era estratégica só para mim. Em mais de 7 mil anos de história, a ilha foi dominada por diferentes povos: fenícios, árabes, romanos, franceses, espanhóis e, claro, britânicos, entre outros.  Por todos os lados existem construções e ruínas de todas essas culturas, prato cheio para quem procura cenários de época, isso sem contar nas praias… Acho que dizer que são cinematográficas é uma pieguice permitida!

As principais praias já foram bem exploradas pelo cinema. Quem não se lembra do filme A Lagoa Azul, clássico dos anos 80? Algumas cenas foram gravadas na Blue Lagoon, em Comino, uma ilha que faz parte do arquipélago. Acredite: a água é exatamente como aparece no filme, transparente, com areia branca, um sonho!

bluelagoon1

Brooke Shields esteve aqui e a Sessão da Tarde sabe bem. Foto: Gabriela Lisbôa

Para chegar lá você só precisa pegar o ferry boat no porto de Cirkewwa. Dá uns 30 minutos de viagem e o meu conselho é chegar cedo. A praia fica lotada depois das 11 da manhã. Eu peguei o primeiro ferry, às 9 da manhã no verão, e fiquei praticamente sozinha lá a manhã toda. O ticket custa dez euros ida e volta. E é bom se certificar dos horários antes de embarcar, eles mudam durante o ano. Comino também foi cenário de outro filme: O Conde de Monte Cristo, de 2002. A bastilha onde o conde ficou preso continua lá.

Brad Pitt, Angelina Jolie e Russell Crowe

Voltando a falar em dona Yvonne, eu fiquei quatro semanas na casa dela e quase morri de inveja do álbum de fotografias que ela tem na sala. Uma das figuras recorrentes é o Brad Pitt, que esteve por lá em 2004 para gravar Tróia. O cenário foi o Fort Ricasoli, um complexo militar do século 17. Muitas construções na região são até mais antigas que Tróia, mas a produção achou melhor construir uma cidade cenográfica em uma área de 40.500m² dentro do forte.  Esse forte é quase um vilarejo e quem também apareceu por lá foi Russell Crowe, no ano 2000, para gravar cenas do Gladiador.

O Fort Ricasolli. Foto: Gabriela Lisbôa

O Fort Ricasolli. Foto: Gabriela Lisbôa

Brad Pitt ainda voltou à Malta para gravar À Beira Mar, filme dirigido pela então esposa Angelina Jolie, em que os dois fazem o papel de um casal em crise. Durante as filmagens, a família toda ficou na ilha de Gozo, em uma casa de pedra alugada perto das 3 locações: um restaurante, um hotel e uma praia chamada Mgarr ix-Xinin Bay. Inclusive, essa praia foi fechada para as gravações.

Gozo é uma ilha menor do que Malta, mas maior do que a vizinha Comino – as duas são bem próximas e você chega em Gozo do mesmo jeito que chega em Comino. Só não cometa o erro de reservar um dia para as duas. É possível, mas é pouco.

Alan Parker e Robin Williams

Se você perguntar pra Yvonne qual é o filme em que ela mais gostou de trabalhar, ela nem pisca antes de responder. É O Expresso da Meia-noite, de 1978. E ainda conta, toda orgulhosa, que ficou amiga do diretor, Alan Parker. E isso é verdade, ele esteve na ilha durante minha viagem para um festival de cinema e ficou feliz em reencontrá-la.

Provavelmente você não lembre, mas em 1979 uma jovem promessa chamada Robin Williams gravou seu primeiro longa metragem, Popeye. E adivinha onde foi construída a pequena cidade em que os personagens viviam? Exatamente, em Malta. A Popeye Village  ainda existe. Os próprios moradores assumiram a conservação das casinhas coloridas feitas em madeira, uma vila de pescadores que virou um parque aquático com entrada gratuita. E você ainda pode encontrar os personagens da turma do Popeye e assistir filmes e desenhos animados. Tem até um documentário que conta como o lugar foi construído.  O interessante é que a ilha não tem madeira. O material foi importado e tudo foi feito em seis meses. A vila só não abre no inverno, no mês de dezembro. O filme não foi um sucesso, mas a vila merece uma visita.

Confira aqui o site da Popeye Village.

Popeye´s Village. Foto: Alexander Vershinin/Shutterstock

Popeye´s Village. Foto: Alexander Vershinin/Shutterstock

Winter is coming

Malta foi cenário para muitas outras produções, como o Código Da Vinci, Fúria de Titãs e The Crown – série que estreou em novembro de 2016 no Netflix. Mas os lugares que eu mais gostei de ver foram os que serviram de cenário para Game of Thrones. Sou fã da série e quase me senti uma Stark andando pelas ruas estreitas da cidade medieval Mdina, a antiga capital da ilha. A emoção já começa no portão da cidade, que é o porto de Porto Real. Do ladr de dentro você ainda vai encontrar uma casa bem familiar… É o bordel do Lord Baelish, que fica na Piazza Mesquita.

A cidade de Mdina. Foto: Gabriela Lisbôa

A cidade de Mdina. Foto: Gabriela Lisbôa

Mdina parou no tempo. A cidade, que tem o melhor bolo de chocolate da ilha, é chamada de cidade silenciosa, e é silenciosa mesmo! Tive a impressão que todo mundo sussurra por lá. Eu fui à tarde e fiquei até a noite, quando a iluminação dá um charme especial às casas de pedra. Se você pretende jantar por lá, prepare-se! Os restaurantes são ótimos, mas caros.

A produção de GOT também usou o Fort Ricasolli e o Convento Dominicano. Mas a locação mais bonita, sem dúvidas, é a Azure Window, que fica em Gozo. Lá foi gravado o casamento de Daenerys Targaryen e Khal Drogo. O lugar tem uma rocha de 50 metros em forma de arco, como se realmente fosse uma janela para o mar. É lindo e apresar da água ser gelada, aposto que você vai querer dar um mergulho. Quando você chega em Gozo, pode pegar um ônibus para a Azurre, o ticket é o mesmo usado em Malta.

A Azure Window, em Gozo. Foto: Gabriela Lisbôa

A Azure Window, em Gozo. Foto: Gabriela Lisbôa

game-of-thrones

A cena de Game Of Thrones por lá

E se você ainda tiver tempo, pode tentar descobrir onde foram gravados tantos outros filmes nessa pequena ilha. Ou simplesmente escolher uma praia e relaxar antes do jantar típico maltês: coelho e vinho branco produzido na região.

=================

Quer fazer como a Gabriela Lisbôa e publicar um post convidado por aqui? Mande um e-mail para [email protected]

1 comentário em Malta: cenário de cinema no meio do Mediterrâneo

Busca no site