Quando fiz minha primeira viagem para o exterior, em 2007, o acesso à informação era bem diferente de hoje. OK que já existia a internet, mas a quantidade de fontes não havia se multiplicado tanto. Ainda que você lesse blogs de turismo, a sensação era de uma comunicação de cima para baixo, como se todo blogueiro fosse um editor sênior do Lonely Planet. A informação colaborativa, de viajantes como você para viajantes como você, ainda engatinhava.

Dez anos se passaram e eis-me aqui planejando outro período de férias. Desta vez, com uma companhia que se tornou essencial neste processo: o celular. A internet móvel e os apps facilitaram a vida e diminuíram o peso na mochila. Aquela imagem do turista perdido com um mapa enorme aberto na rua ficou demodê. Além dos mapas, os guias, as indicações de passeios, as sugestões de restaurantes e as informações sobre transporte público cabem na mão. Basta que a bateria esteja carregada.

Para mim, os apps ajudam em todos os pontos da linha do tempo de uma viagem. Desde o planejamento, passando na elaboração do roteiro e chegando até os deslocamentos do dia-a-dia. Novidades surgem o tempo todo nas lojas de aplicativos. Nem todas aportam algo realmente novo ou que supere os clássicos. Mas sempre é bom ficar de olho em coisas que podem tornar sua vida de viajante mais fácil.

Resolvi fazer este post com uma lista de apps para ajudar na sua viagem. Talvez os viajantes mais experimentados estejam familiarizados com todas essas ferramentas. Mas sempre há alguém que pode ser ajudado. Então o objetivo é compartilhar as boas ideias! 🙂

 

Para pesquisar passagens aéreas – Skyscanner

As melhores viagens quase sempre começam com um voo. Então o Skyscanner tem tudo para ser o seu primeiro companheiro. Ele mapeia as rotas e informa os preços das passagens no momento, seja via companhia aérea ou site de agência de turismo. Dá para filtrar pelos voos mais baratos, pelo menor número de conexões ou pela duração das viagens. O aplicativo também tem a opção de ir direto ao mês que tem as passagens mais econômicas.

Mas existem outras ajudas que o Skyscanner pode dar. A que eu acho mais legal é a busca com o local de destino em aberto. Basta colocar “Flexível” na opção e o mundo se abrirá diante de você. O app lista, por país, os destinos mais baratos a partir da sua cidade. Se você usa a versão tablet do aplicativo, a coisa fica ainda mais interessante. É que a busca com destino flexível abre um globo terrestre com os preços das passagens. Basta dar zoom no seu continente dos sonhos e começar a viajar mentalmente.

Uma ajuda menos sonhadora e mais prática deste app é conhecer as malhas aéreas dos países/continentes. Exemplo: quer saber se há voos diretos de Berlim para Cardiff? Quer saber qual companhia aérea voa de Portugal para a Rússia? Existem empresas low cost que voam no seu roteiro? O Skyscanner pode te informar tudo isso, basta que você marque o filtro de voos sem conexão.

Em atualizações recentes, o Skyscanner adicionou a busca por hotéis e aluguel de carro, se equiparando a ferramentas como Orbitz, Expedia e Decolar. Mas ainda acho a busca pelos voos o grande diferencial do app.

Dica

O Skyscanner oferece a possibilidade de você comprar as passagens dentro do app. Mas é sempre bom se certificar de que aquele preço é realmente o menor. Se o app informar que a empresa X é a que tem o voo mais barato, vá ao site da X e faça a mesma busca.  Não custa nada.

Site: https://www.skyscanner.com.br
i
OShttps://itunes.apple.com/us/app/skyscanner-flights-hotels/id415458524?mt=8
Androidhttps://play.google.com/store/apps/details?id=net.skyscanner.android.main&hl=pt-BR

Para pesquisar todo tipo de deslocamento – Rome2Rio

Dependendo do destino das suas férias, as possibilidades de mobilidade de um ponto a outro não se limitam aos voos. Trens, ônibus e até carros compartilhados podem ser opções mais econômicas, rápidas ou menos complicadas em termos de logística. É nessa hora que o Rome2Rio vira o seu melhor amigo. Nos espaços de busca, você pode digitar nomes de cidade, estações, pontos de referência ou endereços completos. O app vai te dar uma resposta, ainda que a sua solução de deslocamento precise ser multimodal.

Na base de dados, o Rome2Rio tem as principais malhas aéreas, ferroviárias e rodoviárias. Além disso, conta com as informações de transporte público das principais regiões metropolitanas do mundo. No total, são dados de 4800 operadores de transporte em 158 países. Até o BlaBlaCar, plataforma de caronas, está lá. O app informa o tempo dos deslocamentos e os preços, além de oferecer link para compras e reservas.

 

Sitehttps://www.rome2rio.com/pt/
iOS: https://itunes.apple.com/us/app/rome2rio-find-out-how-to-get/id569793256?mt=8
Androidhttps://play.google.com/store/apps/details?id=com.rome2rio.www.rome2rio&hl=en

 

Para se localizar e montar mapas personalizados – Google Maps

O Google já lançou ferramentas para pesquisa de voos (Google Flights) e para organização de viagens (Google Trips). Mas sigo acreditando que a melhor colaboração da empresa para os viajantes é o Google Maps. Fácil de usar, rápido, preciso e completo. Além das localizações, o app também informa rotas de transporte público nas principais regiões metropolitanas.

Mas a grande funcionalidade (que mereceria até um post separado) é a criação de mapas personalizados. A partir do momento em que você tem seu destino de férias decidido, pode fazer um mapa da cidade baseado na sua programação. Você pode inserir a localização do seu hotel, os pontos turísticos, os restaurantes e bares que você quer conhecer, etc. A partir daí, dá para usar todas as funcionalidades do Google que você conhece (ou não): desde o planejador de deslocamento até a avaliação dos lugares.

Na viagem que Janaína e eu fizemos às Ilhas Canárias, o Google Maps foi uma mão na roda para nos ajudar a montar os roteiros. Como alugamos carro, era ideal que tentássemos otimizar os deslocamentos. Criar o mapa personalizado ajudou a agrupar os nossos locais de interesse e a perder menos tempo na estrada. Ainda mais porque é possível baixar trechos do mapa para acessar off-line.

Nosso mapa de viagem para a ilha de Lanzarote

A lista de lugares que estava no nosso mapa de Lanzarote

Site: https://www.google.com.br/maps
iOShttps://itunes.apple.com/us/app/google-maps-navigation-transit/id585027354?mt=8
Androidhttps://play.google.com/store/apps/details?id=com.google.android.apps.maps&hl=pt_BR

 

Para transporte público – Citymapper

Por mais que o Google Maps e o Rome2Rio tenham dados de transporte público, nenhum deles é tão completo quanto o Citymapper. Ele conecta não só os itinerários de todos os modais disponíveis na cidade, como também fornece informações em tempo real. É possível saber, por exemplo, quanto tempo falta para o próximo metrô chegar ou qual a hora em que o seu ônibus vai passar. Se há alguma interrupção ou demora fora do comum, o app também mostra.

Além disso, ao navegar pelo mapa é possível verificar quais linhas de ônibus passam em cada ponto. Fazer uma busca por linha para saber o itinerário inteiro também é possível. As cidades que possuem serviço de empréstimo de bicicletas também têm essa modalidade coberta pelo Citymapper.

O app tem dois poréns. Um é o fato de que, ao usar o Citymapper no celular ou tablet, é necessário fazer o download dos mapas. Isso pode ser um grande problema caso seu aparelho esteja com pouca memória. O segundo é o número limitado de cidades cobertas. Em janeiro de 2017, eram 38. São Paulo era a única da América do Sul. Mas se seu destino for uma das grandes metrópoles do mundo, fique frio. Nova York, Londres, Paris, Berlim, Moscou, Seul e Tóquio são apenas algumas das cidades disponíveis.

Sitehttps://citymapper.com
iOS: https://itunes.apple.com/app/apple-store/id469463298?mt=8
Android: https://play.google.com/store/apps/details?referrer=utm_medium%3Dweb%26utm_source%3Dapp%253Atopnav&id=com.citymapper.app.release

 

Para pegar dicas e inspirações – Minube

Dos aplicativos que conheci recentemente, o Minube é disparado o melhor. É uma mistura de Trip Advisor com Spotify, com uma interface ainda mais amigável. Pode ser usado em quase todo o processo de planejamento de uma viagem, desde antes de você definir o destino. Com a viagem em andamento, dá para enumerar uma lista de lugares a visitar ou seguir as sugestões feitas pelo próprio app sob medida para você.

A mecânica do Minube é toda social. Quando você cria um perfil no app, uma das primeiras coisas que ele pode fazer é organizar as fotos do seu telefone. Ele cria álbuns baseados na geolocalização e nas datas. Assim, as pastas ganham títulos como “Trip para Belém”, “15 dias no Rio de Janeiro” ou “Fim de Ano em Fortaleza”. Você escolhe se quer publicá-los ou não.

O seu álbum de fotos é apenas o primeiro elemento que o app usa para entender o seu estilo de viagens. Quanto mais você navega pelos destinos, mais o Minube vai sugerindo lugares que certamente vão te interessar. Dentro da base de dados de cada lugar, há dicas de atrações, restaurantes, bares e listas temáticas, com reviews de usuários. Você também pode criar (e publicar) as suas listas. E todo esse conteúdo pode ser baixado em PDF para imprimir ou levar no celular.

O grande “tchan” do Minube…

… é a aba que tem o ícone de uma lampadinha, chamada “inspirador” na versão em português. Você cria vários filtros para a sua viagem dos sonhos que ainda não tem o destino definido. Pode ser pela distância a partir da sua cidade, o perfil ou o número de dias que você pretende passar.

Mas a coisa mais genial é o filtro por cor. O app oferece uma barra de cores que, dependendo de onde você posicionar, oferece sugestões de lugares. Creio que elas são baseadas na paleta de cores das fotos subidas pelos usuários. Como diz aquele velho comercial: parece feitiçaria, mas é tecnologia.

 

 

Sitehttp://www.minube.com.br/
Androidhttps://play.google.com/store/apps/details?id=com.minube.app
iOShttps://itunes.apple.com/es/app/minube-mis-viajes/id440277010?mt=8

 

Qual app não pode faltar no seu planejamento de viagem? Conta pra gente aí nos comentários!