A cidade de Medellín, na Colômbia, sempre teve uma associação imediata à violência na memória dos brasileiros. Quem tem pelo menos 30 anos de idade deve lembrar do auge da guerra ao narcotráfico marcando presença nos telejornais. Pablo Escobar e o Cartel de Medellín eram figurinhas fáceis. Aqueles que eram mais jovens nessa época tomaram conhecimento da história com o boom da série Narcos.

O fato é que, mais de duas décadas depois da morte de Escobar, Medellín surpreende a quem insiste em associá-la a seus dias de plata o plomo. A cidade se tornou uma vitrine da vanguarda arquitetônica, com edifícios modernos e um planejamento urbano exemplar para grandes metrópoles. Além disso, oferece museus interessantíssimos, áreas urbanas de lazer, muito verde e o legado cultural de um nome mundialmente famoso: o artista plástico Fernando Botero. Ou seja: esqueça tiroteios, atentados e sicários. O maior perigo é você não querer voltar para casa.

Criançada se diverte e se refresca no Parque de los Pies Descalzos

Criançada se diverte e se refresca no Parque de los Pies Descalzos

Estive na Colômbia para uma viagem de férias de dez dias em julho de 2011. Três deles passei em Bogotá (e contei um pouco sobre a capital colombiana neste outro post). Outros quatro, em Cartagena de Indias. Para Medellín, reservei três dias. Foi o suficiente para ter um bom panorama sobre a cidade, entender como ela funciona e o estilo de vida de quem mora lá.

A capital da província de Antioquia não é um destino turístico muito popular da Colômbia. Além de Bogotá e Cartagena, fica atrás de cidades como Barranquilla, Santa Marta e de paraísos como a ilha de San Andrés. Para os viajantes de sightseeing (os que fazem apenas o circuito de pontos turísticos), isso talvez não seja bom. Para quem gosta de descobrir cidades, Medellín tem muito o que mostrar. Seguem aqui seis bons motivos para você querer conhecê-la.

1. O legado de Fernando Botero

Uma das 23 esculturas da Plaza Botero

Uma das 23 esculturas da Plaza Botero

Muito provavelmente você já viu uma obra de Fernando Botero sem saber que era dele. Sabe a versão rechonchuda da Mona Lisa? Foi Botero quem fez. E aquelas outras pinturas e esculturas de mulheres gordinhas, com traços e proporções bem peculiares? São a marca registrada deste artista plástico nascido em 1932.

Grande parte do acervo de Botero foi doada ao governo da Colômbia e está exposto no museu que leva o nome do artista em Bogotá (falamos sobre ele neste outro post). Mas como Botero nasceu em Medellín, a terra natal do artista não poderia ficar de mãos abanando. Por isso, uma das passagens obrigatórias de um passeio pela cidade é a Plaza Botero.

Além das mulheres, os animais de Botero também são gordinhos

Além das mulheres, os animais de Botero também são gordinhos

A praça fica num lugar bem cêntrico de Medellín e tem 23 esculturas de bronze assinadas por Fernando Botero. Estão livres para tirar todas as fotos que você quiser e sua criatividade permitir.

Para chegar à Plaza Botero, tome o metrô e desça na estação Parque Berrío. De lá, são só 250 metros de caminhada. Aproveite a viagem e visite outros dois lugares bem interessantes ao redor da praça: o Museu de Antioquia e o Palácio de Cultura Rafael Uribe.

Palácio de Cultura Rafael Uribe

Palácio de Cultura Rafael Uribe

2. Um incrível museu de ciências

os nerd pira!

os nerd pira!

Essa foi uma das grandes surpresas que tive em Medellín. A cidade abriga um museu de ciências que impressiona pelo tamanho, pela modernidade e pela interatividade: o Parque Explora.

O tamanhão do Parque Explora

O tamanhão do Parque Explora

O Explora é novíssimo, foi aberto ao público em 2007. Tem 22 mil metros quadrados de área e atrações como: aquário, planetário e salas interativas que promovem experiências incríveis sobre temas que vão de física a neurociência. Para quem pirava no Mundo de Beakman ou algum outro programa de TV do gênero, é um programa imperdível.

Science is cool

Science is cool

Para chegar ao Parque Explora, é preciso tomar o metrô até a estação Universidad. Outro passeio que você pode fazer logo em seguida é o Jardim Botânico de Medellín. Basta atravessar uma avenida. O destaque por lá é o orquidário gigantesco e lindíssimo.

O orquidário do Jardim Botânico de Medellín

O orquidário do Jardim Botânico de Medellín

3. Arquitetura e planejamento urbano

O fascinante edifício da Teleantioquia, o canal público de TV da província

O fascinante edifício da Teleantioquia, o canal público de TV da província

Depois que a era dos cartéis ficou para trás, Medellín passou por um intenso processo de transformação urbana que se consolidou na virada do século. Foram realizados vários planos diretores, que levaram em consideração variáveis como o desenvolvimento social, o ordenamento territorial, a gestão de recursos naturais e a sustentabilidade. Como resultado, a cidade virou referência internacional em urbanismo, melhorou a vida dos moradores e se tornou mais atrativa para turistas.

Entre os destaques desta nova Medellín, está o Metrocable, uma espécie de extensão do transporte público por meio de teleféricos, que ligam estações de metrô a bairros mais pobres. A mudança promoveu acessibilidade e também provocou uma demanda de projetos de espaços culturais para esses bairros.

O Centro Cívico também é digno de nota. Ele reúne vários prédios de autarquias municipais e estaduais, biblioteca, edifícios empresariais e comerciais. Ao redor deles, 15 mil metros quadrados de espaço público, projetados tanto para absorver o fluxo de pessoas quanto servir de ponto de encontro e até mesmo lazer. Outras informações sobre o Centro Cívico neste artigo.

O Edifício Inteligente da EPM

O Edifício Inteligente da EPM

A algumas centenas de metros do Centro Cívico, fica a sede da EPM (Empresas Públicas de Medellín), cujo prédio é conhecido como Edifício Inteligente. Ele foi inaugurado em 1997 e foi projetado de forma a ficar pronto para qualquer nova demanda tecnológica. Ele é aberto para visitas guiadas com hora marcada. Informações por este site.

A estação de metrô mais próxima do Centro Cívico de Medellín é a Alpujarra. São apenas 10 minutos de caminhada. Para chegar ao Edifício Inteligente, a estação é a mesma. Depois do Centro Cívico, é preciso atravessar as carreteras 55 e 57.

4. Parques e áreas de lazer

Parque de los Deseos

Parque de los Deseos

Como parte do plano de ordenação urbana, Medellín ganhou espaços públicos que te deixam aquela pergunta: “por que não tem nada parecido na minha cidade?”. Dois deles estão quase juntinhos, próximos ao Edifício Inteligente: o Parque de Los Deseos e o Parque de los Pies Descalzos. Este último foi o que mais curti: ele tem uma espécie de jacuzzi pública! Mas é só pra colocar os pés… Você tira os sapatos e curte aquela hidromassagem de boa debaixo do sol. Também tem um espaço que te estimula a andar descalço para “se conectar com a energia do planeta”. Além disso, alguns bares, cafés e lanchonetes.

Dê férias para os seus pés

Dê férias para os seus pés

5. A tradição que sobrevive

Estes são os seus hosts no Pueblito Paisa

Estes são os seus hosts no Pueblito Paisa

Se você assistiu Narcos, deve lembrar que Pablo Escobar era chamado de “Robin Hood Paisa”. Paisa é a denominação de quem nasce na província de Antioquia, da qual Medellín é capital. E num morro de Medellín, há um cartão postal que remete a essas raízes. O Pueblito Paisa é uma réplica de uma vila antioqueña do início do século 20: as casinhas, as pracinhas, a igreja e tudo o mais que você pode encontrar numa cidade pequena do interior. Há algumas lanchonetes, bares e lojas de artesanato para quem coleciona souvenirs.

Take a walk on the Paisa side

Take a walk on the Paisa side

A estação de metrô mais próxima do Pueblito Paisa é a Exposiciones. Mas você não vai desembarcar em frente. É preciso uma caminhada e ainda mais uma subida até o alto do Cerro Nutibara. O melhor é pegar um táxi até o local na saída do metrô.

6. Vida noturna em Medellín

Assim como Bogotá, Medellín também tem a Zona Rosa, como é conhecida a área que concentra o epicentro da vida noturna. Ela fica ao redor do Parque Lleras, no bairro de El Poblado. Além dos bares e boates, há vários vendedores ambulantes ao redor da maior praça do parque. Eles vendem bebidas mais baratas e ajudam os jovens a economizar um pouco antes de entrar na balada. Muitos até ficam só pela praça mesmo, conversando, ouvindo a música dos bares abertos e bebendo sem gastar muito dinheiro.

******* Dicas bônus ********

1) As ruas de Medellín não tem nomes, e sim números. Existem as calles e as carreteras, que são perpendiculares entre si. Ou seja: calles não cruzam com calles e carreteras não cruzam com carreteras. E os números são subsequentes. Pode ser uma complicação danada no começo, mas também pode ajudar bastante se você conseguir pegar o espírito da coisa.

2) Nos últimos anos, depois que a figura de Pablo Escobar virou cult, surgiram passeios temáticos relacionados à vida do antigo rei do tráfico. A maioria (como este aqui) fica apenas dentro de Medellín e vai a lugares como a casa onde Escobar morreu e o túmulo onde ele está enterrado. Há este outro que é mais completo e dura até cinco dias e inclui uma visita à Fazenda Nápoles, onde Don Pablo viva em seus anos de ouro e criava sua coleção de animais exóticos. Detalhe: não fui a nenhum dos dois tours. Sugiro que você pesquise o que melhor contempla sua curiosidade.